Musical delicado e contemporâneo apresenta a história de um casal em separação

Cathy e Jamie tinham tudo para viverem um casamento feliz e duradouro, mas os sonhos e as ambições acabaram entrando no meio do caminho. Vemos a história pela visão de cada personagem e como cada um lida com sua frustração ou com as realizações.

Personagens

Cathy é interpretada pela brilhante Eline Porto, que consegue transmitir a dor de sua personagens em alguns momentos de forma brilhante usando as canções e sua voz marcante. Em “Ainda Sofro” conseguimos sentir tudo que Cathy quer dizer, de forma brutal e que nos deixa sem palavras.

“Com cicatrizes que não mereci, outra lição acho que eu aprendi. Que não dá pra concertar se a fundação rachou, o tempo não vai curar e ainda sofro.” – Cathy

Créditos: Gustavo Arrais

Beto Sargentelli interpreta Jamie de maneira concreta e admirável. É ele também quem arranca algumas risadas do público em alguns momentos. Beto e Eline possuem uma química indescritível em cena, e além de estrearem a peça, também produzem junto com Lucas Mello. A sintonia do casal que não é só fictício, brilha em cena e mesmo com pontos de vista diferentes, o espectador consegue captar o melhor de cada personagem. A história não trata de culpa ou de rancor, mas da realidade vivida por esse casal.

Canções

Basicamente todas as canções são solos, e todas cumprem e preenchem a história do casal. O formato da história contada dá espaço para cada personagem mostrar a sua visão do que está acontecendo, e como a ordem cronológica é inversa isso ocorre de uma maneira extremamente interessante que nos leva para dentro da vida de Cathy e Jamie,  aproximando muito o espectador que consegue até se colocar na situação dos personagens.

O valor artístico passado em “Os Últimos 5 Anos” sobrepõe qualquer estrutura, é uma história que conquista, emociona e até diverte o público em alguns momentos. A história é marcante não pelo seu conteúdo em si, mas da maneira que é contada. Não se trata de uma história inédita, mas a forma que ela é contada que a deixa imperdível.

 

O romance escrito por Jason Robert Brown ficou em cartaz no Teatro Viradalata, em São Paulo, durante aproximadamente três meses. Contou com a direção de João Fonseca, direção musical de Thiago Gimenes e versões de Rafael Oliveira. Agora é torcer por uma nova temporada, ou quem sabe uma temporada em outro estado! #OsÚltimos5Anos

Compartilhe essa postagem