Marvel acerta novamente e deve repetir sucesso em nova série da Netflix que estréia amanhã.

Nós já conferimos os 7 primeiros episódios da série e fizemos um resumo com as principais informações, além da nossa opinião sobre o que vimos até agora.

Conheça Jessica Jones, a heroína relutante da nova série original Netflix, Marvel Jessica Jones. Produzida pela Marvel Television, a série apresenta o mundo sombrio e realista de uma ex heroína desesperada para destruir o homem que chegou a controlar todos os seus passos. Misturando suspense, ação e temas psicológicos a momentos de grande leveza, a aguardada série Marvel Jessica Jones é uma adição especial ao universo televisivo da Marvel.

44

Primeiro, é melhor você pelo menos ficar ligado no assunto da série para não ficar perdido, tá? Logo no Piloto se você não sabe muito bem a história que será baseada em Alias , a aclamada HQ da Marvel criada por Brian Michael Bendis e Michael Gaydos você pode não gostar muito do começo. Podemos dizer que mesmo para aquele que não conseguir entender bem a história no começo, quando chegar no fim do episódio ele irá querer ver todos de uma vez! Logo no final do primeiro episódio você vê que a série tem um potencial muito maior que as séries atuais baseadas em HQs.

43

“É um mundo diferente, emocionante, sombrio e adulto o que foge um pouco daquilo que estamos acostumados a ver em uma série de super heróis”, diz David Tennant.

A série explora muito bem todos os personagens apresentados até o episódio sete, mesmo com um jeito mais sombrio e também mais adulto.  A criadora e showrunner da série Melissa Rosenberg é uma das escritoras mais versáteis e requisitadas de Hollywood, e uma das roteiristas mais bem-sucedidas de todos os tempos.

No decorrer do segundo episódio, Jessica já apresenta uma relação mais evoluída com Luke Cage. Lembrando que  a série também prepara o terreno para a próxima colaboração entre a Netflix e a Marvel, Marvel Luke Cage , com data de estreia prevista para 2016. Nesse episódio também é possível perceber do que Jones é capaz e tudo que ela fará para ir atrás do homem que a controlou e que fez ela fazer coisas horríveis.

46

 

Também é a primeira aparição oficial do Kilgrave, o homem com o poder de controlar a mente das pessoas. O ator David Tennant ( Doctor Who , Broadchurch , Harry Potter e o Cálice de Fogo ) demonstrou todo seu talento na atuação do personagem. As peças de roupa e tudo mais consegue um visual específico que ajuda a criar esse ar maligno que ele tem. Depois dali para frente é possível ver todo o potencial do Homem Púrpura.

Tudo que acontece em sequência acaba virando fundamental para a série e tudo funciona de um jeito bem sequencial e muito bem elementado, até parece um filme divido em 13 episódios. Além disso, o mais bacana é que todos os personagens acabam tendo uma relação fundamental com Jessica… alguns até podem estar escondendo grandes segredos dela ou ela pode também estar escondendo um grande segredo daqueles que ela se relaciona. Tudo de Jessica acaba sendo misterioso, para condizer com sua personalidade até o apartamento dela em Hell’s Kitchen é simples e pouco decorado.

O confronto entre Jones e Kilgrave permanece entre os episódios e a cada episódio podemos ver o quanto Kilgrave tem o potencial de fazer os outros sofrerem. O episódio mais intenso até agora foi o sétimo episódio que consegue demonstrar por qual razão ele faz tudo isso com Jessica e como ele demonstra ser um grande psicopata.

47

 

Sem esquecer também ainda do elenco que conta com as boas presenças de Rachael Taylor e Carrie-Anne Moss. O maior destaque da série é que não é uma série que irá jogar as informações tudo de uma vez e de um jeito bagunçado, tudo vai se esclarecendo com o decorrer dos episódios, isso é o que acaba deixando a série ainda mais interessante e criando sempre um gostinho de quero mais ao espectador. 

Em breve uma review completa da temporada! :)

 

 

 

Compartilhe essa postagem