“A verdade é que todos ainda estão machucados, alguns mais do que outros”

Episódio 1

A dor presente em várias pessoas depois do que aconteceu com Hannah é visível, principalmente na mãe da Hannah. Tyler é a chave principal do primeiro episódio da segunda temporada, sendo a primeira testemunha a depor. Alex está vivo, algo que já havia sido entregue nos trailers. A segunda temporada de 13 Reasons Why era um receio, mas só pelo primeiro episódio conseguimos perceber como a série explorar as consequências é algo impactante e importante de ser mostrado.

Em vez de abrir uma discussão sobre suicídio na escola, a escola prefere evitar o tema, suspendendo alunos que comentarem sobre o ocorrido. Mesmo com o que aconteceu, muitos tentam esconder a sujeira do que rolou para baixo do tapete.

“Fotos guardam segredo, assim como as pessoas”

Assistindo ao episódio você consegue ficar informado em como algumas pessoas lidaram com a situação, e parece que mesmo com o que aconteceu com a Hannah, as medidas necessárias não foram tomadas.

Algo que incomodou bastante nesse episódio, foi o casal Skye e Clay. Seria isso realmente necessário para a trama? Ainda mais a cena em que ele vê Hannah enquanto está com ela? Isso é algo que deveria ser explorado posteriormente na temporada, não logo de cara. Tony guarda mais segredos do que imaginávamos, e esse é o grande gancho do primeiro episódio da segunda temporada.

Episodio 2 

Hannah agora está em todos os lugares para Clay, e isso mostra o quanto a situação está tomando controle da cabeça dele. A história dele ficar vendo Hannah em todos os lugares chega até ser perturbadora, ao mesmo tempo que ela realmente parece ser um espírito, a gente sabe que ele está enlouquecendo. Ele pode até realmente gostar de Skye, mas ele está mais preocupado em cuidar dela para evitar que o que aconteceu com a Hannah se repita.

A atuação de Alisha Boe nesse episódio é um destaque a parte, é de ficar com o coração partido por ver o quão destruída, quebrada e arrasada a Jessica está, ao mesmo tempo que ela se mantém forte sobre a situação. Ela não deixa de abrir um sorriso para as pessoas, mesmo que ela esteja devastada por dentro.

O maior destaque até agora está sendo a Sra. Baker, em uma atuação extremamente sensível e emocionante. Courtney decidiu fazer a coisa certa, mesmo que tarde demais. Ver que ela está se sentindo culpada e destruída como alguns dos outros 12 é essencial para a série.

Foi um episódio pesado, mas extremamente necessário focado nos várias sentimentos e todos os julgamentos que fazemos sobre nós mesmos e os outros. Mas o povo da cidade parece não ter aprendido nada com o suicídio de Hannah, infelizmente.

Episódio 3

O terceiro episódio mostra mais da luta de Jessica, que é sem duvidas uma das mais doloridas. Esse é o foco do episódio, e Alisha novamente se entrega totalmente ao papel da personagem. A reviravolta por trás da história de Justin também é algo extremamente impactante, ele era o garoto popular do colégio e acabou indo para as ruas.

Clay é cada vez mais consumido pelo seu sentimento de culpa, e a amizade de Tyler com Cyrus é algo que faz bem para eles no momento, mas torcemos para não levar a um trágico final. A abertura que a Sr.a Baker deu para Jessica conversar com ela foi algo bem bonito e marcante.

Episódio 4

Esse episódio parece que foi feito para nos testar, enquanto existem personagens que tentam se redimir e mudar… temos Marcus que segue o caminho mais errado possível e só pensa em si mesmo. É a temporada de redenção para alguns personagens, enquanto outros só cultivam mais o que erraram anteriormente.

Bryce compra as pessoas com favores, dinheiro e sedução e isso consegue deixar o espectador extremamente irritado, só aguardando uma justiça para quem já sofreu nas mãos dele. Sua namorada nada mais é do que vítima, mas ela não consegue enxergar tudo ainda.

O episódio também mostra como a morte trágica de um filho pode destruir uma família. Cyrus e Tyler resolvendo fazer a justiça com as próprias mãos é algo perigoso, porém gratificante ao espectador.

As cenas de Hannah aparecendo para Clay antes eram um tremendo incômodo, mas agora começam a fazer sentido, mostrando e intensificando o que ele pensa e sente.

Episódio 5

O julgamento contra a escola é o tema principal da temporada, e apesar do tribunal distorcer tudo, é um pouco estranho ver coisas da Hannah que não sabíamos. Algo extremamente difícil e visível de se notar, é como foi e está sendo complicado para Olívia, mãe de Hannah, passar por tudo sozinha. A amizade de Clay com Justin está crescendo cada vez mais na série, e essa amizade é importante para ambos. Outra amizade importante em cena é a de Zach e Alex, Zach não desiste de Alex mesmo quando ele acaba sendo um babaca com ele de alguma forma.

Mais uma vez a escola distorceu tudo e tenta criar uma imagem péssima de Hannah, Ryan foi crucial para o episódio mas falhou com Olivia, ele poderia ter diminuído o sofrimento dela comentando sobre as páginas arrancadas.

Outro ponto apresentado no episódio, é que a mãe de Bryce reparou nas marcas no corpo da namorada dele. O episódio termina de forma impactante, com Kevin fazendo algo definitivo por um de seus alunos, já que ele está com um peso enorme na consciência.

Episodio 6 

O episódio apresenta algo sobre a Hannah que ninguém sabia, ela ficou um momento muito bonito com Zach, mas incomoda o fato de isso não ter sido mencionado durante a primeira temporada. Ninguém imaginaria que eles tiveram um relacionamento que durou um verão inteiro.

A desculpa de “deixar as coisas entre nós” foi usada, mas não é convincente o suficiente. Clay errou, e errou feio ao dizer que tinha outra imagem de Hannah depois que soube de outros envolvimentos dela. Justin disse algo que transparecia a vontade do espectador, e foi o momento que fez Clay refletir.  Um passo importante tomado por Jessica nesse episódio foi falar sobre o estupro na reunião, cada episódio só queremos cada vez mais que Bryce pague por tudo que fez.

Foi o episódio mais revelador até agora da temporada, também começando a apresentar sobre o “clube” de dentro do colégio.

Compartilhe essa postagem